Experiência Somática (S.E.)

A Experiência Somática ou Somatic Experiencing (S.E.) é um método terapêutico naturalista criado e desenvolvido por Peter Levine, doutor em Biofísica Médica e Psicológica para a resolução e cura de stress e traumas tendo como base os estudos sobre a neurofisiologia a partir de observações dos animais na vida selvagem, ao longo de 40 anos.

 

O cérebro dos seres humanos, também chamado de cérebro Trino, consiste em três sistemas integrados: o cérebro reptiliano (instintivo), cérebro mamífero (emocional) e o neocórtex (racional).

 

Compartilhamos com os animais o chamado cérebro reptiliano, responsável por todas as funções instintivas e involuntárias de sobrevivência que são invariavelmente ativadas diante de qualquer situação percebida como ameaça à existência. Simplificando, estamos falando de reações básicas e instintivas de luta, fuga e na impossibilidade de qualquer uma delas, o congelamento.

 

Segundo Peter Levine, os animais na vida selvagem sabem se são presas ou predadores o que facilita a escolha da ação para a autopreservação. No entanto, esta condição não está tão claramente demarcada para nós humanos. Por isso diante de uma situação ameaçadora, nunca é fácil resolver o dilema entre lutar e fugir. Por inúmeras razões nosso “cérebro racional (neocórtex) tende a ficar confuso e dominar nossos impulsos instintivos” favorecendo a instalação do trauma. “O trauma é um fato que permeia a vida moderna. A maioria de nós foi traumatizada (....) Elas incluem desastres naturais (...),exposição à violência, acidentes, quedas, doenças graves, perda súbita de uma pessoa amada, procedimentos cirúrgicos, médicos e odontológicos, partos difíceis, e mesmo altos níveis de estresse durante a gestação.” (Peter Levine – O Despertar do Tigre- cap I.).

 

Diante do perigo, reações orgânicas produzem uma imensa energia colocando o corpo em “prontidão” pra luta ou fuga, e quando essa energia não é adequadamente utilizada e esgotada, fica latente, no sistema nervoso, nos músculos e nas vísceras produzindo uma série de sintomas como ansiedade, estados depressivos, doenças psicossomáticas e crônicas.

 

Por essa razão, a Experiência Somática preconiza que “a chave da cura está na fisiologia” que nos confere o potencial inato de auto-equilíbrio, de cura. É uma poderosa ferramenta que ajuda o indivíduo a “descarregar” a energia represada no seu sistema de forma gradual e controlada, evitando dessa forma a re-traumatização, possibilitando uma reorganização dos circuitos neurais uma vez que completados os impulsos latentes, o sistema nervoso compreende que a situação de perigo passou.

 

Algumas indicações: ansiedade, depressão, insônia, bruxismo, síndrome do pânico, desordem por estresse pós-traumático, fibromialgia, fadiga crônica, entre outras. 

  • Faça o seu cadastro e receba novidades
© 2011 Cristina Yui. Todos os direitos reservados
Los 3 IRIS Informática