Toque Integrativo Somato Emocional® - um caminho para a transformação do estresse e trauma


que vem a ser estresse?

 

É o conjunto de reações físicas e mentais em resposta aos desafios do meio ambiente (competitividade no trabalho, confitos de relacionamento, perdas, violência urbana, etc) e o desgaste (fisico e mental) que ocorre durante esse processo. Portanto, o estresse impulsiona o ser humano a superar as dificuldades, evoluir.

 

Após um evento estressante o corpo pudesse recuperar o equilíbrio, pois tem a capacidade inata de autorregular-se. Porém, submetido a situações contínuas de estresse (repetições), ou a um evento abrupto ou muito forte que ultrapassa a capacidade de resiliência do organismo como, por exemplo, violência ou acidente, essa capacidade se perde e instala-se o trauma. Para nosso sistema nervoso, qualquer situação estressante é interpretada como ameaça, desde rupturas emocionais, cirurgias, até acidentes. E nem sempre podemos reagir como o nosso instinto exige e os impulsos bloqueados ficam guardados no subconsciente – o corpo, sinalizando que a ameaça persiste e “pedindo” sua solução. Numa tentativa de nos preservarmos, inconscientemente nos desconectamos dele, bloqueamos a percepção das sensações corporais e muitas vezes também a memória, para não sofrer, mas com isso, perdemos também a percepção das sensações agradáveis, a conexão com o presente, com a vida, até que por ironia, a dor, tensão e desconforto se tornam as únicas sensações que nos conectam a ele. A qualidade do sono fica comprometida, sofremos de ansiedade, simplesmente não conseguimos relaxar e usufruir de um momento agradável, e aos poucos, adoecemos.

 

     “Trauma é uma camisa de força interna criada quando um momento devastador é congelado no tempo. Ele sufoca o desenvolvimento do ser e estrangula nossas tentativas de ir em frente com nossas vidas. Desconecta de nós mesmos, dos outros, da natureza e do espírito. Quando somos dominados por uma ameaça, congelamos de medo, como se nossas energias instintivas de sobrevivência estivessem arrumadas, prontas para sair, mas sem lugar para ir”.

                                    Peter Levine – autor da técnica Experiência Somática (SE)

 

Como acontece?

Temos em nosso cérebro regiões responsáveis pelas emoções (raiva, dor, medo, prazer e recompensa) que funcionam como um instrumento para avaliar o ambiente e determinar as nossas respostas de sobrevivência. Ou seja, o estímulo provocado por nossas emoções (por ex., o medo) desencadeia uma série de reações orgânicas que alteram temporariamente o equilíbrio neuroquímico do corpo preparando-o para reagir (Luta/Fuga). Quando toda essa energia produzida pelo corpo não pode ser utilizada, fica aprisionada no corpo, sustentando o desequilíbrio orgânico.

         

Como podemos tratar?

 

     “Toda rigidez muscular contém a história e a significação de sua origem. Quando ela é dissolvida, não a energia é liberada. Mas também traz à memória a própria situação infantil em que o recalque se deu.”              W. Reich.

Deparamos-nos todos os dias com pessoas que sofrem de dores crônicas físicas, à margem da consciência de suas dores emocionais, que vivenciam dificuldades em outros setores da vida (profissional, familiar ou pessoal) sem suspeitar de que exista uma relação entre eles. Todos esses registros ficam guardados no subconsciente, portanto, inacessíveis a nossa mente racional. Sendo assim, podemos afirmar que no corpo encerram-se as razões que a mente desconhece. Toques específicos liberam as tensões e potencializam o acesso às sensações corporais através das quais o inconsciente pode vir à tona. Sua conscientização terapeuticamente despertada e conduzida permite que o corpo desencadeie os processos fisiológicos de autorregulação.

  • Faça o seu cadastro e receba novidades
© 2011 Cristina Yui. Todos os direitos reservados
Los 3 IRIS Informática